Sexta-feira, 4 de Março de 2016
O Mar e a desfaçatez da nossa política

Ontem houve um Conselho de Ministros dedicado ao Mar e onde foi homenageado o Presidente da República cessante Prof. Aníbal Cavaco Silva de que ainda não conheço o que foi decidido exceto as razões para esta homenagem.

E recordo-me dos estragos provocados à Marinha Portuguesa, entenda-se ser esta constituída pela Armada e pelas Marinhas de Comércio, das Pescas e de Recreio, durante os governos por ele presididos como, por exemplo, foi a proibição de uma empresa estatal ser sócia maioritária do Porto de Macau, idem de um empresa de navios de cruzeiros, a destruição posterior dessa mesma empresa, o atropelar de um projeto já aprovado pelo presidente da Câmara de Lisboa denominado Naus de Lisboa para construir o Centro Cultural de Lisboa.

E entretanto nada foi feito para recuperar e desenvolver estas três Marinhas civis só se falando sobre a economia do Mar mas esquecendo a verdade de que o Mar, para Portugal sem Marinha, não é mais que paisagem, e os seus interesses económicos serem entregues a estrangeiros como aliás aconteceu nestes últimos anos com várias  atividades essenciais para a independência nacional.

Há mais de vinte anos que há projetos concretos que criariam milhares de postos de trabalho muitos deles com importante componente exportadora que esperam nas gavetas de Governantes e/ou Autarcas por uma decisão e nunca vi da parte do Prof. Cavaco Silva qualquer manifestação de interesse pelas decisões a tomar.

Provavelmente, como diria um ilustre cronista da nossa comunicação social, a homenagem resultou da alegria de o ver partir…

Lisboa, 04 de Março de 2016



publicado por JoseViana às 13:21
link do post | favorito

De francisco g. de amorim a 4 de Março de 2016 às 20:10
A besta foi-se, de barriga cheia.
Os portugueses ficam a ver navios... em histórias de banda desesnhada


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

A regionalização volta a ...

Família, lealdade e efici...

...

Dois comentários ao OGE p...

A revolução mais importan...

História dos descobriment...

Economia do Mar e Marinha

O grande equívoco dos des...

Descentralização ou gestã...

A revolução mais importan...

arquivos

Abril 2019

Março 2019

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Abril 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Outubro 2016

Setembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

blogs SAPO
RSS